domingo, 23 de setembro de 2012

Falta nome?

Pra ler ao som de Marcelo Camelo - Acostumar.

''Muita coisa importante falta nome..''(Guimarães Rosa)



Menino, eu ando sentindo tanta coisa...ou melhor, uma coisa só mas que é ''tanta'', sabe? E eu simplesmente não sei o nome disso.

Eu sei que é simples. Tem gosto de ''ficar em casa deitado na cama com preguiça do resto do mundo'', sacou? De achar suficiente. Bastante. Bonito, cheiroso e gostoso, rá. Mais surpreendente é essa     vontade de sentir baixinho, quase sussurrando, e beeeeeem de-va-gar. Não tem urgência. Eu não quero ''gritar pro mundo inteiro ouvir'' e nem mostrar pra todo mundo ver. Quero aqui dentro, guardado, fechado, em mim, calado
.
Sabe quando o sonho é  bom e tu não pode contar senão ele não acontece? Pois é.

Tem dia que eu duvido. Paro e penso que não era assim, tudo isso. Que as coisas andam normais, que aquele pessoal ali do lado parece muito mais feliz que eu... Não demora cinco minutos, e eu lembro de sorrir. Lembro de sentir, e tudo fica ainda mais forte. Você  tem todo o direito de pensar que eu tou maluca.

 Cara, eu acho sacanagem sentir isso. Porque é bom pra caralho,  mas não da certeza. Oscila. De vez em quando dói e ainda assim continua bom. Queria um nome pra isso, uma forma de fazer você entender. Ou eu mesma, já que não entendo.

Já pensei em dizer que te amo. Mas eu não sei. É, cara, não sei. Talvez amar seja tão simples que quando a gente ama nem sabe se chama isso de amor. Porque não é igual na novela e muito menos  nas canções. Acho que é quando a gente simplesmente não precisa de alguém pra se sentir feliz, mas quer. Porque prefere,sabe? Ou quando a gente sente alegria, sente vontade, sente e pronto!

Esses dias eu li Jaya e ela dizia assim: ''Agora olha, Maria. Acho mesmo é que amor, amor é acostumar''.
E cá entre nós, moço, do jeito que eu ando feliz, eu acho que posso até  me acostumar...




13 comentários:

Babi Farias disse...

Tudo o que é bom a gente acostuma rápido né? A presença do outro, as trocas de afeto e até as brigas vezenquando. Que lindo texto, Maria!

*Ela tá amando.* :D

Jaya Magalhães disse...

Que delícia de texto. De sentimento. De confusão. Não tem no mundo confusão mais deliciosa que essa. E a gente não quer nunca resolver, né?

Má, saudades que eu tava de te ler. Do teu tom. Lindo, como de costume.

Cheiro.

Nati disse...

Amor é sentir prazer em estar na companhia do outro em qualquer situação, entre outras coisas mais. Mas se acostumar não dá, porque vira rotina e tudo vai por água baixo. Beijo

Adna Martins disse...

Que delícia, sua tão Maria!

Henrique Miné disse...

esse dias alguém, que não lembro quem nem quando, me disse que o amor não passa de uma habilidade.

faz todo sentido, até...

beeijo!

Laryssa Guimarães disse...

E, muitas vezes, também me pego assim. Não com esse mesmo sentimento, mas essa sensação de saber o que sente, mas não conseguir nomear tal sentimento.
Na maior parte das vezes, prefiro deixar sem nome. Pelo fato do sentimento ser imenso como o mar, deixo-o assim, sem saber como o chamar para que o seu tamanho não o diminua. Prefiro descrevê-lo entre várias palavras, não somente numa só. Assim, descubro cada vez mais o que é isso que sinto, sinto cada vez mais, percebo pontos que não perceberia se já o tivesse nomeado, e só.
Às vezes, é bom viver o que sente sem se preocupar o que tal sentimento é ou deixa de ser. Deixe-se levar.

Ana Vicente disse...

Que lindo!!!

Maria disse...

Acho sim que amar é tão (mas tão) simples, que a gente nem sabe se é isso mesmo quando acontece. Mas é, viu?

E acostuma rapidinho que é uma beleza... ando assim, toda toda acostumada. =)

lindo, dona moça!

meu beijo

Carolda disse...

Só sei que depois de muito pensar, não sei mais como nomear o amor. Deve ser mesmo uma questão de simplesmente sentir.

Ah, Maria, precisamos escrever mais. Faz bem pra alma.

Um beijo

Manu Berbert disse...

Aaaaai, que lindoooooooo!!!

Tô acostumada!!!

rs!

Poetinha Feia disse...

Amar é redescobrir a potência da vida! Tudo fica mais belo e leve!

Saudades daqui... Beijo

Jaya Magalhães disse...

Quando eu acho que eu tô abandonando meu blog, apareço aqui e vejo isso. Tome vergonha!

Lorenna Miranda disse...

poxa concordo com vc!
Ameei teu blog, mt criativo seus post.
te seguindo, segue de volta ?
http://lorisentimentos.blogspot.com.br/
BJOS.. DE SUA NOVA SEGUIDORA ! :)