segunda-feira, 25 de julho de 2011

Sobre sentir

Sentir. Que coisa maluca é sentir. E mais maluco ainda quem acha que pode mandar em sentimento usando a cabeça, né?Não dá pra entender, também. Não tem hora, nem lugar, nem essas coisas que a gente insiste em atribuir ao sentir. Sentir é simples. Pode durar cinco minutos ou uma vida inteira.E a gente só sabe, quando sente, sabe? Quando a gente põe a cabeça no travesseiro e tem vontade de chorar. Ou tem vontade de rir. Sem motivo, só por sentir.

Comecei dizendo isso, porque de alguma forma eu precisava começar isso aqui. Essa vomitação de sentimentos que eu nem sei direito se são isso mesmo. Eu precisava. Eu preciso, ainda. Por isso aqui estou eu, escrevendo.

Tem coisa que a gente não conta a ninguém, por medo de ser errado. Por saber que pode ser frívolo pra ser dito assim, sem medição de palavras, tempo e espaço. A gente gosta de esperar pra ter certeza, mesmo quando todo o nosso corpo (principalmente cabeça e coração) parecem gritar e espernear que É ISSO MESMO, É SIM E TEM QUE SER AGORA!

Por isso eu vou falar, antes que seja tarde, antes que passe, antes que eu não sinta mais essa coragem de me expor e o sentimento envelheça e se enrugue, se transformando em qualquer coisa diferente de tudo isso que eu sinto agora. Porque a gente sabe que não existe o absoluto, o certo, quando se trata de sentir.

Às vezes eu me pego sorrindo. Eu não sei parar de sorrir. É sintomático. Não é tão bonito quanto deveria, nem intenso, mas é sintomático. Fazia tempo que eu não sentia essa vontade de segurar alguém pela mão e levar pra bem longe de todas as outras pessoas. E não é fácil pra alguém na minha posição admitir que, porra, eu gosto.

Da babaquice, do tremelique, da ansiedade, da dúvida, da graça, da fúria, da briga, do desencontro, da leveza. Principalmente da leveza. Então, let it be.
Sinto mesmo, sinto muito.
Estou sentindo agora, nesse exato minuto. Sentiu?

16 comentários:

Vanessa disse...

A gente sente sim e enquanto não admite para si mesmo fica tudo meio confuso! Mas esse sentir é bonito, dói e faz sorrir. Eu também estou sentindo há algum tempo já e o sentir amadureceu um pouco até... Amo sentir!
Beijos e obrigada pela visita e comentário em meu blog, sempre passo por aqui também =*

Fernanda disse...

É muito bom sentir, e quando se tem uma explosão de sentidos fica meio confuso mas é sempre bom. Simplesmente por sentir, tem gente que nem sente, seja o que for, ruim o bom. Mas então, tem coisa melhor? Claro que não, não tenha medo, vergonha, anseio, o que for de sentir! Sinta sempre! Beijos!

Gabriela Freitas disse...

Senti, foi impossivel não sentir diante dessas tuas linhas, sabe, também sinto, e todo mundo deveria sentir, poois é bom, sem o clich~e dos filmes da disney, ou dos telões de hollywood, é simples, sincero, intenso e as vezes sofrido, mas vale a pena, tudo.

Mariana Andrade. disse...

tbm to sentindo.
ah, tanto faz, no final das contas acaba sendo bom, Má.
deixa ser mesmo. pior se a gente parasse de sentir.

bjs.

Dan disse...

senti. eheheh
adorei!
tava em debito aqui né?
chegou.

bjo

absinthe disse...

nossa, vi-me nesse texto. tirando um pouquinho do final, pois eu não gosto dos tremiliques e tal. hahaha mas o processo do sentir é assim em mim também. além do que, acho que também tenho um texto com o mesmo título. ;-) curti aqui.
beijos.

Poetinha Feia disse...

Apaixonar-se é uma delícia!

Há tempos estou procurando uma paixão, ma sei que não posso procurá-la. Tenho de ser fisgada por ela.

Senti seus sentimentos aqui perto!

bj

Carolda disse...

Pois é, sentir. Eu falando disso. Sempre. E você. Só sei que sentir é sempre digno. E estou aqui, sentindo, como sempre.

Beijo, moça.

Dayane Pereira disse...

Bonito admitir que sente, pois isso é uma coisa muito real, e precisa ser intenso, e precisa ser admitido!

Tatiane Trajano disse...

E eu tava aqui, tentando não sentir essa saudade tão urgente..

Tali L. disse...

Menina, não é que Sentiii rsrsrs

Sentir é um sentimento tão puro e pessoal, o que mais me intriga é o fato de como ficamos, nosso comportamento, sabe?
É estranho mesmo, sou meia louca as vezes quero decifrar... por mais que seja uma idiotisse,... "eu penso, cara eu só besta mesmo".. kkkkk...
e ai viajo, isso é mto comico...
e no fim de tudo acabo rindo de mim mesma kkkkkk...

Má adorei esse textoo

Bjo, te espero para uma visita no Splash True

. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
. disse...

tem como não sentir?! encontrei sentimento até nas entrelinhas *-*

beijas, Má :*

L. Sampaio disse...

E o que há de melhor do que sentir e apenas sentir!? E não ter medo e nem vergonha de sentir?
Então deixe está, né? E sinta...
beijo.

Jefferson disse...

Sentir. Eu sou uma das pessoas malucas que conseguem controlar isso.

*Natália* disse...

Senti !!

Sentir é tão maluco q ngm entende !

Beijos