segunda-feira, 14 de março de 2011

É pra vê-la passar

Ah.. quanta vinda.
Quanta vida passando.
Quanta gente assistindo.
Quanta coisa mudando
Quanta chuva caindo.
E quando a chuva cai é que melhor fica.
Porque quem ia não vai,
E se enche de água a bica.

E essas cores, amores,
Flores de primavera.
O moço que aqui passou,
pisou no meu pé e eu nem vi quem era.
Sem falar nos abraços,
na louca criação de laços.
Nos beijos apressados
E nos pés já cansados de tanto pular.

Anda menina, corre pra lá
Agora se apressa e corre pra cá.
Que o sorriso da gente
É uma prova contente
De que o mundo se agita mesmo
É pra vê-la passar.

8 comentários:

Marcelo Mayer disse...

e toque nossa marchinha, menina!

Dan disse...

ehehe. Adorei que o mundo para, com sorriso, pra vê-la passar!

será q é vc?

rs
bjo

Jaci Macedo disse...

Que bonito. Gostei mesmo, de verdade.
Beijos, coração :]

CintiaTavares disse...

Lindíssimo!
Beeijo . :)

mari. disse...

Marchinha de carnaval! Perfeito!

=)

Anônimo disse...

Está aí mais uma prova de que menos é mais. Esse seu poema é tão singelo, que lê-lo me dá a sensação que tinha quando era criança e ia tomar banho de chuva quando não podia.
Lindo mesmo, parabéns!

ticoético disse...

Ha,tens talento,isto é certo,mas que poesia mais linda da porra,parece letra de Camelo,e isso que eu gosto,pois de emoção em emoção eu faço meu dia,hahaha,enfim,bela.

Abraço !

Anônimo disse...

Lindoo!