sábado, 15 de janeiro de 2011

Não tem jeito...

Aí você tá lá, andando na rua sozinha com uma sacola meio pesada carregada de coisas que você foi obrigada a comprar. O calor do sol lhe frita os miolos e estraga a raíz do cabelo, o que lhe faz pensar, por exemplo, nas suas escolhas durante o ano e em como a vida até que pode ser azul ás vezes, mas tem umas nuances vagabundas de azul-marinho mais puxadas pro preto que são uma desgraça, e você acaba quase sempre se dando mal com coisas óbvias. Exemplo: escolher atravessar a rua exatamente na hora em que o sinal resolve fechar, e ter sua tentativa frustrada por motoristas que até parariam pra você passar, se você tivesse mais que osso e pele, nisso que você convencionalmente chama de bunda.
Mas beleza, você tá lá, viva, querendo dar um tiro na cabeça do próximo rapaz de olhos claros e sorriso amigável que lhe aparecer na frente, só por achar que ele é incontestavelmente inalcansável e burramente feliz. Quando sua cabeça começa a girar em movimentos nunca antes vistos pela física moderna, e você sente um embrulhão no estômago que vem subindo à toda velocidade. É aí que você decide parar e respirar, sentar no banco da praça e desejar ser a Hermione e aparatar ali mesmo diretamente pra sua cama e nunca mais sair de lá, mas você sabe que isso é ridículo e quer apenas encontrar alguma chave de portal que a leve, sei lá, para o mundo perdido dos perdedores. Lá deve ser um lugar muito bonito de viver e... PORQUE RAIOS AS PESSOAS FODEM TANTO COM A SUA VIDA?, você devaneia. É inevitável não lembrar de um bando de coisas e a essas alturas você já está chorando, por fora, por dentro, por todos os poros. Querendo sumir, literalmente, querendo não ter existido...

Daí ele vem, justo ele, o fi-lho-da-pu-ta, a última pessoa do mundo, o canalha, prepotente, arrogante, causador de 75% da sua dor, senta-se ao seu lado,
faz um carinho nas suas costas e manda:
- Ei, não chora! Você tá precisando de alguma coisa?

''To precisando mandar alguém tomar no cu. Que bom que você chegou.'', você pensa.
Mas só consegue ser idiota, olhar pra ele e se jogar em seus braços. De novo.

Porque é ali que você se sente segura e esquece de tudo, principalmente de si.

19 comentários:

Dai disse...

Quando o cansaço vence, é fogo. E pelo jeito, a última frase pensada deveria ter sido dito..rs

beijo

Dayane Pereira disse...

*.* Como adorei esse texto, ácido e cômico. Adorei o mundo perdido dos perdedores, e se há um lugar assim, é pra lá que eu iria.. as vezes.
E as vezes, a mesma pessoa que nos coloca no buraco, é a única que pode nos tirar, e isso sim é foda.

Luna disse...

Pô, adorei te ler Má, adorei mesmo, sorri demais do seu sarcasmo, especialmente:

'Lá deve ser um lugar muito bonito de viver e... PORQUE RAIOS AS PESSOAS FODEM TANTO COM A SUA VIDA?, você devaneia.'

rsrsrs.

e porque a gente é idiota né?

eu disse que minha pessoa tinha ficado em 2010, e que eu não queria mais, mas hoje ele vai comigo numa festa, não tenho palavra.

posso postar no facebook a parte do 'tomar no cu'? rsrsrs

Erica Ferro disse...

Eita lasqueira, Midlej!
Lasqueira lascada mesmo.
Por que esses malditos, que nos causam tanta dor, ainda querem nos salvar?
Como diz a música do Jay Vaquer: "Me deprime, me derruba e depois reza por mim."

Lasqueira, minha amiga. É uma verdadeira lasqueira essa vida.

E eu adoro seus textos.

●๋• тнαi иαรciмєитσ disse...

Caramba, menina, que texto massa é esse?

A vida vez em quando tem dessas coisas, fica completamente bagunçada e você não consegue sequer se achar no meio dessa zona toda. Parece que nada está bem, que todos são mais felizes que você, que todos têm o que querem, menos você, que só queria uma coisa simples, pelo menos na sua opinião.

E os "canalhas", "prepotentes", como conseguem ser a causa e a solução de tudo, heim?

@juusep disse...

Eu acho que geralmente isso é paixão.

Mariana Andrade. disse...

puta merda.


(desculpa, mas foi a primeira coisa que pensei quando acabei de ler)

Danii disse...

Tem horas que não dá, é. Por mais que você queira xingar até cansar essa pessoa, não dá D: Você quer, você ama, e isso fala mais alto que qualquer sentimento de raiva e frustração.

Jéssica Trabuco disse...

Adorei o seu texto!
Mesmo, de verdade.
Adorei a forma que vc mostrou a raiva, adorei a forma que vc mostrou como o amor nos transforma em idiotas suicidas.

Rafael disse...

Pois é, as coisas acontecem dessa maneira mesmo, hehe.
Bjs

Nine disse...

E depois, se fode de novo. Fica com a consciência pesada e suja... Mas, não exitaria nada, em fazer de novo,e de novo, até que fizesse sentido se proteger da dor causada pelos outros...
trágico?
Não acho...

rsrsrs...
beijão

Marcelo Zaniolo disse...

Sarcasmo a flor da pele! Hehe

Não sei dizer se realmente sei como é isso, mas posso imaginar. E, ao menos para mim, é um argumento válido o "esquecer de si mesmo".

Mais um bom (e sincero, principalmente pelas referências qualificadas) texto seu.

Beijo e boa semana!

Ah! E que bom que tu gostas da minha forma de narrar as cenas e que consegue imaginar cada expressão. Tentarei explorar mais isso no próximo texto, então.

Beijo de novo! Hehe

Garota Enxaqueca disse...

Quem nunca se sentiu assim, não é mesmo?

Mas, liga não, depois piora.

;-)

Besotes, guapa...

Henrique Miné disse...

poxa, vc podia ter sussurrado o "vai tomar no cu" no ouvido dele. Seria mais poético, vc teria o seu "desabafo" e continuaria nos braços dele.

tem que ser mais esperta, dona Midlej! :b

beeijo.

Barbara C disse...

É aquela roda que não sai do mesmo lugar e acaba com a mesma pessoa, que vc sente raiva dela e do mundo por ela existir, ao mesmo tempo segurança e etc.


bj adorei!

@bellanogueiira disse...

Sabia que eu te adoro?
susahsahuashusa
Sério mesmo. Adoro o teu jeito de escrever e fico imaginando como você deve ser e as amigas que você deve ter.
Não comento sempre, mas leio sim, sempre. Todo dia venho olhar se tem postagem nova.
E senti necessidade de comentar nessa postagem porque me senti como se eu tivesse sentada no banco ao lado, vendo tudo isso acontecer.
sausahusahsuah
Você escreve muito bem, parabéns =D

Beijos ;*


bellanogueiira.blogspot.com

Luu disse...

Isso foi realmente bom, e real.
Adorei e me fez sorrir.

Beijos :*

mari. disse...

É sempre assim.
Infelizmente!

=)

Dayne Dantas disse...

Palavrões são para os fortes - haha!

Sim... Vc passou mesmo no vestibular?
;***