quarta-feira, 3 de março de 2010

Flanar

Quero ir.
Só não me pergunte como. Nem pra onde. Apenas sei que vou, sem rumo.
Meu rumo é o caminho, esse é o meu objetivo. Quero encontrar, conhecer, descobrir. E só assim, decidir onde quero chegar.
Eu tenho mesmo medo, adoraria companhia. Mas se você não quiser, nem vier ''pro que der e vier comigo'', fique então.
Seja o que for. O que quiser.

Quero ser.
Só não me pergunte o quê. Nem por quê. Apenas sei que serei, sem definições.
Minha vontade é entender. O mundo, os outros, e eu. E só assim, definir o que quero pra mim.
Eu tenho tempo. Mas sei que o tempo me tem também. O tempo me tem muito mais do que eu a ele.
Por isso, adoraria ser rápida. Adoraria tomar decisões instantaneas.
Mas ainda não sei. Ainda não vi. Ainda não peguei. Ainda não cheguei.
AINDA NÃO DECIDI.

21 comentários:

Erica Ferro disse...

Disse bem: ainda.
Hás de chegar, minha cara.
De se descobrir, de chegar ao fim da estrada, comer um pedaço de algodão doce e soltar um gostoso arroto de satisfação por ter feito direitinho o dever de casa. O dever que você mesma elaborou as questões, mesmo sem saber antecipadamente as respostas para estas mesmas questões.
Viva, sinta, aprenda, erre e chegue a etapa final com leveza.

Um abraço da Ericona.

Marcelo Mayer disse...

porque viver é constrangedor, né?

lô colares. disse...

http://pt.wikipedia.org/wiki/Wanderlust

leia.

Desabafando disse...

Eu tb demoro a tomar decisões.

Verônica disse...

Decisões são são tão faceis. Adorei o texto! bjs

L. disse...

Quero ir.
Só não me pergunte como. Nem pra onde. Apenas sei que vou, sem rumo.


tbm quero.. preciso.
E vou (espero.. hihi)


;*

Nine disse...

Dizem que quem não sabe pra onde vai, qualquer lugar serve,
mas eu não concordo,
eu acho, que quem não decidiu aonde vai, quer experimentar,
talvez porque os diversoso sabores, sejam muito mais convidativo do que o tedioso gosto da certeza.
E pra quê um só lugar, um só caminho,
se o mundo inteiro pode ser o objetivo?
Adorei teu texto!
beijo.

Juliana Mendes disse...

Aquela voz, sempre me diz vai...
Mas p onde!?
só sei que irei!
=D

*Natália* disse...

Não entendi nadica... mas tá... quando se decidir, faça!

Beiijos

cássia disse...

também queria ir.

Milena' disse...

Me identifiquei ao extremo. Será que o mundo deixa a gente fazer desse jeito?

Que bom que gosta de lá, porque eu adoro chegar aqui e ler o que você escreve =)
:*

Tainá Facó disse...

Vá até onde você se levar, vá até o infinito, mas - por favor - vá ouvindo seu coração.


Um beijo!

E.Suruba disse...

Vida leva eu

Luna Sanchez disse...

Nesse exercício de flanar, várias ideias e possibilidades podem surgir.

Eu gosto, também, sem explicações nem cobranças.

Dois beijos.

ℓυηα

Késia Maximiano disse...

A magia é ir descobrindo assim, dia após dia!
Beijos

Graziely Marchese disse...

As vezes agente quer mais tomar as decisões é que são dificeis.
Decisões são sempre dificeis.
Beijoos

Olga disse...

adoro a dúvida.

Maria Rita disse...

também me sinto assim, acho que isso acontece comigo desde, bom... desde que nasci.

certezas e definições não nos compõe, né? D:

Beeijos.

@jadeqs disse...

Quando não sabemos pra onde ir, a pior coisa é ficar parado. Vá e faça, só assim descobrirá..

Erica Vittorazzi disse...

Ah, Má

você é novinha ainda. Estas dúvidas vão aparecer tanto na vida, e decidiremos certas coisas certas, outras nem tanto... mas sempre poderemos ir para algum lugar e ser qualquer coisa, então não me preocupo muito.
beijo

Paula Teles disse...

Nossa amei seus textos você escrevee tão bem *-*.Estou te seguindo. se puder me seguificaria feliz. Beeijos e parabéns vc tem muito talento pra escrever.