domingo, 27 de setembro de 2009

Sua confusão.

Papéis rasgados espalhados pela mesa e pelo chão. Você levanta, anda e volta a se sentar com a mesma pergunta ainda ecoando pela sua mente: ''O que fazer daqui pra frente?''
Você se apega a lembranças do passado - sabe que é isso que os medrosos fazem - e tenta se esquecer disso que não tem resposta - ainda. Nada vai ser igual, você sabe. E é exatamente isso que te assusta, não é?
O futuro vem chegando a passos largos e não há como atrasá-lo. São muitas decisões a tomar e coisas a fazer. A começar por arrumar essa bagunça nesse lugar que você costumava chamar de quarto, e hoje é quase impossivel acreditar que alguém realmente durma lá. Depois disso, você vai arrumar a bagunça em sua cabeça, promete a si mesmo.
Mas acaba por não fazer coisa nenhuma, como sempre, e se entregar ao doce e acolhedor sofá.
E quando você olha no espelho, vê aquele monte de matéria que insiste em chamar de ''eu''. Embora nada tenha mudado, tudo ao seu redor está diferente e você sente que tem que ficar assim também. As pessoas exigem isso a todo instante: ''você precisa mudar!''.
Você está tentando. Se alguém realmente quisesse, perceberia o quanto você se esforça e a cada dia se convence de que é impossível. O que você mais quer é poder gritar, espernear e talvez, chorar.. mas não pode mais fazer isso. Não condiz.
Será que existe alguém nesse mundo que lhe entenda? Ou melhor, será que algum dia, você mesmo será capaz de SE ENTENDER? Aí sempre tem alguém que interrompe seus -SEUS- pensamentos, e diz:
- Pode acreditar quando eu digo que nesse barco, meu amigo, você não está sozinho. E que as pessoas que aparentam ser as mais incrédulas criaturas e mais cruéis também, só querem te ajudar.

Você não quer ouvir agora, e as deixa falando sozinhas. De novo. Corre pro seu ''quarto'', senta novamente e volta a escrever um bocado de sentimentos descartáveis e palavras indizíveis.
E lá se vai mais um papél amassado no meio de tantos outros...

22 comentários:

Desabafando disse...

Nossa...perfeito...parece que vc escreveu sobre mim também...rrsrsrs....a diferença é que meu quarto costuma ser arrumado. Sabe que eu acredito que nosso quarto representa como anda nossa casa interior (nosso emocional)? Uma casa desorganizada é sinal de mente em confusão..rsrrsrs....no meu caso a terapia ajudou muito a organizar tudo...rsrrsrs...

E obrigada pela força, foi importante! rfsrsrs.

@philipsouza disse...

ÉÉÉE´tem hora que uma boa limpexa é realmente importante..para organizar o que nao usamos mais ne....

gostei daqui e pelos seus posts vou te seguir...

bjos

Anna disse...

Gostei mesmo!
beijos

- bia varanis ♥ disse...

NOssa, aadorei !
eu to precisando disso ;x

Gilmara S. disse...

Meu quarto é essa bagunça!rsrs
''São muitas decisões a tomar e coisas a fazer.''
Exatamente!
Bjos guria!

Márcia Amaral disse...

selinho pra você no meu blog :)

Juliano disse...

E são nesses papéis que os seus sentimentos se fazem mais agudos. E arrumar a bagunça da cabeça é muito mais dificil do que arrumar a bagunça do quarto.

Beijoooos Má e ótimo domingo pra você.

Mariana Andrade. disse...

eu adoro textos assim, gosto de desabafos e de palavras sinceras.
aah, eu escrevo e amasso papeis até meu quarto ficar cheio deles. são tantas palavras e as folhas continuam vazias..


obrigada pelo comentário no meu blog, adoro oq escreves lá (:

;*

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

A parte do sofá é verdade, pessoas colocando expectativas nas nossas costas também é verdade, se entupir de sentimentos destrutivo a mais pura verdade...fazer o quê? Ô vida!

até mais!

Jota Cê

Laurinha . disse...

é.. eu confesso que eu tenho medo do desconhecido e odeio ter que enfrentá-lo sozinha .

Tatiane Trajano disse...

E por mais que eu tente me arrumar por dentro, acabo por me bagunçar ainda mais.

Mas, continuo tentando...


Beijinhos!!!

Lílian disse...

Será que existe alguém nesse mundo que lhe entenda? Ou melhor, será que algum dia, você mesmo será capaz de SE ENTENDER?

adorei essa parte me indentifiquei muito, acho que nunca irei me entender.

Daniela Filipini disse...

Adorei, parece que você falou do 'eu de alguns dias atras...' :)

Dil Santos disse...

Olá, tudo bem?
Cada pessoa tem seu tempo certo para as mudanças interiores, não adianta nada as pessoas quererem acelerar esse passo.
E sempre é bom termos o nosso cantinho para colocarmos nossos pensamentos em ordem. Meu quarto, meu refúgio, rsrs.

Fico feliz que tenha gostado do poema q escrevi.

Bjos querida
:)

E.Suruba disse...

Essa postagem me lembrou ano passado quando eu não sabia muito bem o que fazer da minha vida, ainda não sei rs

Sofia A. disse...

que lindo o texto Má, e que pena que você se sente assim...
sei que talvez seja difícil de acreditar, mas uma hora tudo que você tá vivendo vai passar, tanto as coisas boas quanto as ruins. Eu penso nisso quanto tudo parece confuso demais.
O blog tá lindo, mais uma repaginada?
Um beeijo!

Wilian Bincoleto Wenzel disse...

*__*

As vezes visitamos alguns blogs e lemos os textos mais recentes. Só que tem alguns textos que te fazem ficar pensativos, te fazem digitar um comentário inteirinho e apá-lo logo em seguida, por simplismente pensar que não foi um comentário dígno de um texto como esse... Esse é um caso. Seu Texto ficou perfeito!

Não sei se estou dizendo besteira, mas talvez esse texto retrate o seu próprio eu. O que você tem passado!

Nao quero me meter muito, mas por hora, tente reservar um tempinho para "orgaizar o seu quarto" e um tempinho para você mesma.! Você e você, a sós! (: Depois você me conta!

-- --

A indecisão em escolher que faculdade fazer vai te acompanhar até o dia em que for se inscrever para o vestibular, fique tranquila, isso acontece com todos, SIM, TODOS! (:

Beeijos, Flor! Obrigado pelo carinho!

railer disse...

obrigado pela visita ao figura220!

Giovana disse...

Adorei Má!
Meu quarto, e principalmente minha carteira, na sala de aula vivem com papéis amassados... hahah
Adoro seus textos!
Beijo!

Danillo Araújo. disse...

Realmente existem momentos confusos nas nossas vidas... Vlw pelo comnt lá, bjs.

***MissUniversoPróprio*** disse...

Má, adorei o texto!
Mas não se desespere em mudar. Acredite, você muda todos os dias. A vida se encarrega de mudar tua forma de ver o mundo e o próprio modo de se enxergar. E um dia você olha pra trás, se vê e se lê aqui no blog, nas postagens mais antigas, e descobre o quanto isso é verdade.
Não se preocupa, tudo a seu tempo.

;)

Querida, obrigada pela visita e pelo comentário lá no blog.

Tem selinho lá pra ti, viu?

Beijinhos!

puntz disse...

EU fui descrito de forma precisa e vou seguir essa orientação, meu benzinho...
Beijos
Puntz