domingo, 30 de agosto de 2009

Ao avesso

Quando se espera muito por uma coisa, e se vê que, de tanto se esperar, se cria expectativas demais em cima do que "pode ser", a dor é forte. Não tão forte como a dor de cair da escada ou no meio do asfalto, e nem tão forte como a dor psicológica de um amor não correspondido. Mas é uma dor que incomoda.


Finalmente o telefone tocou. Muita coisa pode ter antecedido o processo, a exemplo uma falha na comunicação entre o Sr. Sedento e a Srta.Decadente e também uma diferença de interesses. O fato é que, quase que exatamente um mês depois, alguém se sentiu só e resolveu discar 8 números em seu celular, deitar na cama - como eu imagino -e ligar.
As primeiras conversas por telefone, são sempre muito estranhas. Numa ligação inesperada, as coisas são piores. Não se sabe o que dizer, como dizer ou porque dizer.
A dúvida surge devagar e toma conta ''Será que eu deveria ter ligado?''

Pra ele foi legal conhecê-la, mas ele não tem certeza se é só isso. Um cara de sua idade, na situação em que se encontra, deveria saber como agir. Ele vive rindo disso quando se olha no espelho treinando seu sorriso e tentando deixar uma mecha rebelde do seu cabelo, parada no lugar. Seus amigos - imagine-os como quiser - não apoiam todo essa história de ligar pras garotas no dia seguinte. Foi por isso que ele demorou tanto pra ligar. Apesar de que, duas semanas antes, ele ligou pra ela - é certo que ela estava na sua frente e não passou de um plano (falho) de sedução -, e não fora tao dificil encontrar as coisas certas a dizer.
Pra falar a verdade, ele estava só procurando algo pra fazer na sexta-feira. Assim como num certo sábado que já passou. ''Mulheres são complicadas, mas essa aqui.. é uma loucura'' - dizia ele aos amigos, sempre que o pegavam no flagra pensando nela. Pensar nela, ele nao pensava, mas sempre lembrava das conversas insanas e de como ela revirava os olhos e sorria quando ele nao entendia o que ela dizia. É que ela falava muito, e ele nao consegui acompanhar.
Menina bonita, até. Tinha um belo sorriso e cabelos compridos. Qualquer garoto ficaria mexido. Menos ele, porque era novo demais e queria curtir.
Pelo menos ele acreditava nisso.

Ela atendeu o telefone meio irritada e soltou o seu pior tipo de 'Alô'. Ao ouvir a voz do outro lado, já era tarde. Ficou agitada por um tempo, mas passou.Então era assim? Um mês depois, ele resolvera ligar e achou que poderia vê-la? Ela riu-se por dentro. Já não queria mais. Foi seca, e não fez a mínima questão de continuar a conversa. Desejou dizer ''Voce teve o seu tempo'', mas resolveu não ser tão dramática. Suas amigas pouco sabiam dele. Algumas coisas que ela dizia, outras que concluiam sozinhas.. a maioria delas, apoiava uma relação entre os dois. ''Ele conseguiu conversar com você.. por mais de duas horas sem mandá-la calar a boca?! Nasceu pra você'', elas riam. Ela sentou-se entediada na cama, enquanto ouvia-o dizer sobre o que tinha feito. Prestava atenção em algumas palavras e ainda estava decidindo sobre o que fazer ou dizer, quando ele desligou. Malfeito feito. Ela se sentia leve agora. Deitou-se na cama analisando o teto por um tempo. Ela era nova demais e tinha que curtir.
Só agora entendia isso.

Talvez o telefone não volte mais a tocar.
E quem precisa que ele toque, afinal?

8 comentários:

lô colares. disse...

Muito obrigada pelo elogio Má.
Você era da paixões né?

lô colares. disse...

Pensei que tivesse encontrado meu blog de lá. Eu sou a moderadora da paixões.

Sweet disse...

''Mulheres são complicadas, mas essa aqui.. é uma loucura''

Ta acontecendo parecido comigo!
Será que eu devia ter ligado?

Já liguei, já fui, já fiz.
Ele nao ligou de volta, talvez os amigos apoiem. ai ai.

Seu blog é lindo demais, eu hein!

Beijoo!

Vivi Tufαni disse...

De vez em quando é bom ouvir o telefone tocar...mas a vida é curta demais pra gente ficar esperando por uma ligação!
Esperar cansa, é mais divertido viver ! ;)
Adorei o blog !

beeijos ;*

Flor disse...

Hum... você não quer mesmo que o telefone toque novamente?!

Um beijo!

Fran disse...

Amada, com certeza conseguiremos sim sermos felizes :)

Beeijo!

Gunnar Vargas disse...

putz, o telefone... tenho tantos problemas com ele... não sei atender, não sei ligar, nem sei pq ainda pego o telefone de alguém, tenho um verdadeiro bloqueio, mas queria não ter... seria tudo mais fácil...

Maiçá Chaves disse...

Ai...sei como é esse noia de telefone o0
E eu sou podre com isso, pq fico ansiosa, mais um mês?? o0
Nao amiga, curti tua vida, tu é nova!
heheee

Eu adoro esse teu blog, aff maria!

;p~